As muitas faces turísticas do Paraná

Paraná é destaque por suas belezas naturais e pelas centenas de atrativos
  Publicado em: 17/01/2024



Compartilhe nas Redes

 

OUTROS DESTAQUES

Cruzeiros
Mato Grosso do Sul
Bonito é reconhecida pela ONU
| Crédito: Divulgação
Festejos populares, artesanato, vinhos e cervejas artesanais, culinária regional formam o patrimônio farto em diversidade.

O Estado também abriga uma das maravilhas da natureza, as Cataratas do Iguaçu, dentro do Parque Nacional, em Foz do Iguaçu, um dos destinos mais movimentados do mundo. Natureza magnifica que pode ser constatada ainda no cânion do Parque Estadual do Guartelá, em Tibagi; no Parque Vila Rica do Espírito Santo, em Fênix, que abriga diversas espécies de animais em extinção, e as formações e transformações geológicas no Parque Estadual Vila Velha, em Ponta Grossa.

Mas, nem só de Ecoturismo vive o Paraná. As opções são ecléticas também dentro do aspecto religioso, onde os viajantes movidos pela fé encontram muitos e diferentes atrativos. A arquitetura da Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória, em Maringá, é inspirada no satélite soviético Sputnik, além de ser considerado o décimo monumento religioso mais alto do mundo.

A Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, de Curitiba; o Centro Cultural Islâmico em Foz do Iguaçu, com a Mesquita Omar Ibn Al-Khattab; e a Rota do Rosário, que envolve santuários, museu e mosteiros das regiões que abrangem o Norte Pioneiro e os Campos Gerais, também não podem ficar de fora do roteiro do turista.

O Turismo de Aventura vem ganhando força. As atividades estão nos espaços naturais, que proporcionam aos visitantes experiências, desafios e uma alta carga de adrenalina. Elas dão aos turistas novas sensações de liberdade e superação. As opções estão nas trilhas e escaladas no Pico Paraná, entre Antonina e Campina Grande do Sul, práticas de mergulho e rafting nas praias de água doce de Porto Rico, o cicloturismo nas estradas da cidade de Terra Roxa, além das atividades aquáticas de água doce na cidade de Carlópolis.

A gastronomia de um local diz muito sobre seu povo e sua história e é componente que enriquece as experiências durante a viagem. Um bom exemplo de Turismo Gastronômico é o famoso barreado de Morretes, que também é servido em Antonina e Paranaguá. Outra iguaria paranaense é a carne de onça, prato famoso em bares e restaurantes que também carregam um pouco da história de Curitiba. O carneiro no buraco de Campo Mourão se tornou um ícone gastronômico na década de 1960.

Outro destaque fica para a herança cultural e as comidas europeias e asiáticas. Um bom exemplo são as tortas holandesas que podem ser degustadas em Carambeí. A calmaria da zona rural é outro ambiente que atrai amantes da natureza e da simplicidade sem abrir mão do conforto, com comida no fogão a lenha, trilhas e cachoeiras no meio de um exuberante ambiente verde.



Costumes tradicionais como rodeios, feiras agropecuárias e festas temáticas incrementam os passeios em todas as épocas do ano. O Paraná agora se prepara para realizar, em Maringá, o maior São João do Sul. A primeira edição aconteceu neste ano e surpreendeu pela organização e recorde de público.


| Crédito: Divulgação



GOSTOU!?

Envie a sua sugestão de matéria, sua opinião ou temas para as próximas edições da Revista PG Turismo!