Aeroportos do Sul são privatizados

Por R$ 2 bilhões, o leilão foi vencido pelo Grupo CCR
  Publicado em: 08/04/2021



Compartilhe nas Redes

 

OUTROS DESTAQUES

Estação PG
Empresas lançam PG Explorer
Taxa de walk-in em PG cresceu em 2020
| Crédito: Divulgação

      Os aeroportos Afonso Pena e Bacacheri, em Curitiba, José Richa, em Londrina, e o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu serão administrados por uma empresa integrante do grupo CCR, concessionária de pedágio em diversas rodovias por todo o país e que administra desde 2012 o Aeroporto Internacional de Confins/Tancredo Neves, em Belo Horizonte.

      A CCR venceu o leilão do bloco Sul da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) na manhã de quarta-feira (7), oferecendo um ágio de 1534,36% sobre o preço mínimo do edital, que era de R$ 130 milhões. O valor oferecido foi de R$ 2,128 bilhões, contra outras duas ofertas de R$ 1.05 bilhão pela Aena Dessarrollo Internacional e R$ 300 milhões propostos pela Infraestrutura Brasil Holding XII.

      Além dos quatro terminais paranaenses, o bloco Sul inclui os aeroportos de Joinville e Navegantes, em Santa Catarina, e de Uruguaiana, Bagé e Pelotas, no Rio Grande do Sul. A previsão total de investimentos nos nove aeroportos é de R$ 2,8 bilhões. Na mesma rodada de licitações, também foram leiloados os blocos Norte I e Central. 


Foz

      Também na quarta-feira, foi inaugurada a nova pista de pousos e decolagens do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu/Cataratas. A obra integra um pacote de investimentos estratégicos da Itaipu Binacional no Oeste do Paraná, que em parceria com o Governo do Estado tem como objetivo acelerar o desenvolvimento da região e transformar a cidade em um hub logístico na América Latina.

      A pista ganhou 664 metros de extensão, passando de 2.194 metros para 2.858 metros, tornando-se a maior pista em aeroportos do Sul do Brasil. A ampliação vai permitir um maior fluxo de voos internacionais, que poderão decolar com mais segurança, já que a pista era considerada pequena para aeronaves de grande porte.




| Crédito: Divulgação


GOSTOU!?

Envei a sua sugestão de matéria, sua opnião e temas para
as próximas edições da Revista PG Turismo!