Bariloche não é só neve

Confira atrações para curtir o verão no destino
  Publicado em: 12/01/2024



Compartilhe nas Redes

 

OUTROS DESTAQUES

MACUCO SAFARI
Cruzeiros
Atrativos mais visitados
| Crédito: Divulgação
Cada vez mais os turistas brasileiros descobrem as atrações que o verão de Bariloche tem a oferecer, como as praias de água doce, montanhas, rios e turismo de aventura. Segundo a Emprotur Bariloche, entidade que promove o turismo da cidade, o destino argentino espera uma ocupação 15% maior de turistas brasileiros que a observada no verão de 2023.

A Emprotur elaborou uma lista com as principais opções de atividades para quem quer aproveitar a temporada de verão 2024 de Bariloche. Confira:

Lagos e praias
Bariloche reserva uma coleção de praias e lagos para os turistas que buscam se refrescar. Um dos destaques é o Lago Nahuel Huapi, de origem glacial e conhecido por suas águas azuis cristalinas. Com uma área de 557 km² e 700 m acima do nível do mar, o lago impressiona pela profundidade e por ser um destino popular para atividades ao ar livre, como passeios de barco, pesca e esportes aquáticos. Lago Guillelmo, Lago Gutiérrez e Lago Mascardi são opções para os que buscam lagos, costas e praias argentinas.

Práticas aquáticas
Os amantes do turismo de aventura encontram em Bariloche um destino rico em opções que envolvem a água. O mergulho proporciona a oportunidade de explorar águas cristalinas e ecossistemas subaquáticos, permitindo ao turista conhecer a diversidade da vida marinha. Além do mergulho, Bariloche também conta com os esportes na água, como caiaque, kitesurf, rafting, canionismo, navegação, pesca esportiva, stand up paddle e stand up rafting.

Práticas terrestres e montanhosas
Bariloche também oferece uma variedade de atividades em terra firme e nas montanhas. O mountain bike é uma opção popular que permite aos turistas explorar trilhas e paisagens enquanto pedalam pelas montanhas. O destino argentino também possui alternativas, como escalada, cavalgadas, albergues de montanha e trekking.

No entanto, é fundamental buscar informações sobre o local a ser visitado, desde as trilhas disponíveis, presenças de pontos de apoio ou áreas de acampamento. Além disso, é imprescindível verificar a previsão do tempo, pois as condições climáticas adversas podem representar perigos significativos.

Para trajetos a pé, são indicadas algumas trilhas, como o Circuito Chico, o Cerro Tronador, o Refugio Frey e o Sendero dos Arrayanes. Porém se o passeio for de bicicleta, o caminho indicado é o Parque Nacional Nahuel Huapi.

Esporte nas alturas
Para os amantes dos esportes radicais no ar, a cidade oferece as opções de arvorismo e parapente. Os entusiastas do arvorismo podem praticar circuitos suspensos entre as árvores no Cerro Lopez, região da Colonia Suiza. Com 1,5 mil metros de percurso, é um dos maiores da América do Sul. E para quem quer ter a experiência de voar aproveitando as correntes de ar e admirar a paisagem do alto, a indicação é o parapente no monte Otto.


| Crédito: Divulgação



GOSTOU!?

Envie a sua sugestão de matéria, sua opinião ou temas para as próximas edições da Revista PG Turismo!