Costa Rica, pura vida

Situada no coração da América Central
  Publicado em: 29/01/2024



Compartilhe nas Redes

 

OUTROS DESTAQUES

CHAPADA DOS GUIMARÃES
IBGE: atividades turísticas acumulam alta de 7,5%
Lei de Incentivo a Eventos
| Crédito: Divulgação
Considera-se que o planeta Terra possui seis continentes: América, Europa, Ásia, África, Oceania e Antártida. As viagens têm um papel importante na vida das pessoas. Visitando outros países, convivemos com outras culturas e sistemas, e isso nos mostra que aquilo que tínhamos como certo e único em nossa cultura e sistema, não o é para outras; e para constatar esta realidade, temos que sair da nossa zona de conforto e viajar. Percorrendo o continente americano, aprendemos que a América do Norte é completamente diferente da América Central e do Sul, cada qual com suas características, resultado da diversidade de sua miscigenação.

Recentemente visitamos pela segunda vez Costa Rica, a capital San José, Limon e arredores. Situada no coração da América Central com terras altas escarpadas com várias Cordilheiras e alguns Vulcões ativos, também diz-se que é o paraíso para os amantes do sol pela riqueza de suas praias, que compreende 1.016 km na costa do Pacífico e 212 km no Mar do Caribe, totalizando 1.228 km de litoral. A agricultura é a base da sua economia e o café tem sido historicamente a cultura mais importante do país; e continua a produzir um dos melhores cafés do mundo.

Como todos os países da América Central, as cores fortes e brilhantes predominam em tudo, nas construções, nas roupas e em seu folclore, o qual enchem nossos olhos. Os costarriquenhos também conhecidos como “Ticos” orgulhosamente, e comemoram mais de um século de tradição democrática e mais de 70 anos sem forças armadas. Mas como em muitos outros lugares, apesar de toda beleza e hospitalidade, temos que ter certos cuidados com os nossos pertences.

O idioma oficial é o espanhol e sua moeda é o colón, mas o dólar é aceito em todas as partes. Da nossa primeira visita, conservamos algumas notas de colón. Nesta segunda visita, perguntei ao nosso guia, quanto vale esta nota de colón? sorrindo disse-me: zero. Viajando e aprendendo. Quando se visita um país com economia não muito estável, apesar da facilidade dos cartões e o dólar ser aceito em quase todos os lugares, as vezes precisamos fazer o cambio pela moeda local, neste caso seria recomendado somente o necessário, caso contrário futuramente poderá ter valor somente como souvenir.

Por Olivete Poisler


| Crédito: Divulgação



GOSTOU!?

Envie a sua sugestão de matéria, sua opinião ou temas para as próximas edições da Revista PG Turismo!