Portugal reconhece certificados de vacinação

Autorização vale apenas para as vacinas reconhecidas pela Agência Europeia do Medicamento
  Publicado em: 03/11/2021



Compartilhe nas Redes

 

OUTROS DESTAQUES

CCR Aeroportos ganha oito novos voos
Troca no Ministério
Kits de churrasco com a Espetinhos Curitiba
| Crédito: Divulgação

     Portugal passou a reconhecer os certificados de vacinação e recuperação emitidos por outros países. Com a medida, até o dia 30 de setembro, deixaria de ser obrigatória a apresentação de testes negativos apenas na chegada de turistas aos aeroportos portugueses. A dispensa de testes não se aplica a atividades culturais e gastronômicas em Portugal, onde são obrigatórios, como restaurantes nos finais de semana ou hospedagem em hotéis. 

     O Brasil e os Estados Unidos estão na lista, mas a autorização vale apenas para as vacinas reconhecidas pela Agência Europeia do Medicamento da União Europeia: Janssen, AstraZeneca, Moderna e Pfizer. No caso brasileiro, a CoronaVac não foi autorizada pelo órgão de controle sanitário europeu.

     A testagem também continua sendo alternativa na chegada em Portugal para aqueles sem certificado válido. São aceitos testes negativos PCR ou rápido de antígenos feitos 72 ou 48 horas antes do embarque. Os testes precisam obrigatoriamente ser os que constam na lista de aprovação do Comitê de Segurança da Saúde da União Europeia.

      A nova regra, válida também para passageiros de cruzeiros e atrelada à renovação quinzenal dos voos de turismo pode ser prorrogada ou revogada de acordo com a situação da pandemia.




| Crédito: Divulgação


GOSTOU!?

Envei a sua sugestão de matéria, sua opnião e temas para
as próximas edições da Revista PG Turismo!